terça-feira, 19 de janeiro de 2010

poesia

Talvez eu sofra inúmeras desilusões, mas farei com que elas percam a importância diante dos gestos de amor que encontrei.
Talvez eu não tenha forças para realizar todos os meus ideais, mas jamais irei me considerar uma derrotada.
Talvez eu tenha que enfrentar alguns inimigos, mas terei humildade para aceitar as mãos que se estenderão em minha direção.
Talvez eu seja enganada inúmeras vezes, mas não deixarei de acreditar que em algum lugar alguém merece a minha confiança.
Talvez eu não tenha motivos para grandes comemorações, mas não deixarei de me alegrar com as pequenas conquistas. Talvez eu não seja exatamente quem gostaria de ser, mas passarei a admirar quem sou.
Por que no final saberei que, mesmo com incontáveis dúvidas, eu sou capaz de construir uma vida melhor.
E, se ainda não me convenci disso, é por que como diz o ditado: “Ainda não chegou o fim” Por que no final, não haverá nenhum "talvez", mas a certeza de que a minha vida valeu a pena e que fiz o melhor que podia.



Autoria:Darcy Raposo

Seguidores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arquivo do blog

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.