quinta-feira, 21 de junho de 2012

O olhar de um Anjo

Onde estão aqueles olhos teus
Que miraram os olhos meus
Num dia que cantou o amor
Na mais suprema força divina?!

Eram os sois que a tarde destina,
Duas bolas de fogo em furor...
Já na noite era a lua em clamor...
Sob a luz dos olhos de Deus!

Eram olhares de afetos tão puros
Que eu jamais vi em outro ser...
Pareciam dois frutos maduros
Que aos céus me levavam querer...

Onde estão aqueles olhos teus
Que um dia me disseram adeus
No olhar mais puro dos amores...
O mais sumo, da terra e do mar?!

Eram castos sobre a luz dum luar,
O calor dum jardim em flores
Onde águas desciam sem dores
Ao tirar-me do frio e dos breus!

Eram deles os meus pensamentos
Que um dia eu os pudesse ter...
Docas mansas dos meus alentos
Por nunca mais irei os esquecer!

(Poeta - Dolandmay)

Postar um comentário

Seguidores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Faceboock

montagem de fotos

The Simpsomaker

Arquivo do blog

Ocorreu um erro neste gadget