quarta-feira, 24 de abril de 2013

Aprendi

"Aprendi a amar, a sentir a maior felicidade do mundo... Vislumbrei o paraíso e o néctar do divino... Aprendi a sonhar acordada, a querer antecipar as chegadas... Eu senti a maior ansiedade, senti a realidade e a totalidade da vida. Eu senti o completo, o místico e o concreto... e o sutil escapar por entre meus dedos...
Aprendi a sofrer, a sentir o choro forte, aprendi a prendê-lo. Eu senti a maior tristeza do mundo, senti o vazio e o céu distante... Aprendi a ficar em silêncio, a aceitar as perdas e brincar com o tempo.
Eu aprendi a ser Eu... a sentir todas as emoções sem ter vergonha ou medo delas.
Aprendi que a sensação de fraqueza é um lampejo para eu encontrar a minha força.
Porque aprendi a ser assim: viva e com emoções... ♥
[...]Porque os sensíveis, por mais que chorem de vez em quando, não deixam adormecer a ideia de um mundo que possa acordar sorrindo. Pra toda gente. Pra todo ser. Pra toda vida.
Não, não ofereço perigo algum:
sou quieta como folha de outono esquecida
entre as páginas de um livro.

(Caio Fernando Abreu)

Postar um comentário

Seguidores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Faceboock

montagem de fotos

The Simpsomaker

Arquivo do blog

Ocorreu um erro neste gadget